A Globo se rende à Pós Modernidade

Demorou, demora e vai aos poucos. Quando disse que a Globo se aproxima do PT, não exagero. A emissora dos Marinho, para desespero da imprensa engajada ligada ao governo formada por (auto) expurgos da vênus, se aproxima do petismo, no sentido financeiro e ideológico.

O beijo gay é a coroação da pós modernidade aqui nos trópicos. Ela (P-M) é fluída e plural. O catolicismo/espírita da Globo só permitia a pluralidade no carnaval. A Globo foi se tornando uma empresa menos ideologizada e mais do showbiz. E showbiz dialoga com os desejos do público.
O PT é o partido do pós marxismo no Brasil. Se formou como alternativa ao sindicalismo marxista, mais plural. Tem em suas bases o catolicismo ‘moderninho’ de Boff e Frei Beto. Os movimentos feministas e sociais (não marxistas) são muito mais pós modernos do que marxistas. Não fosse o PSDB e FHC, o PT seria hoje um grande partido reformista Social Democrata. O nanismo do PSDB, se vier, pode permitir que o PT realize seu projeto com o apoio da Globo, que se renova.
Esse processo se acelerou nos últimos anos. A Globo hoje quer fazer negócio. O beijo gay é bom para o negócio, que apareça.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE