A força dos Realitie shows no Brasil

O reality show é, por definição, um gênero de programa de televisão baseado na vida real. Atualmente, 67 países têm ao menos um reality indo ao ar em sua grade televisiva. Toma-se por reality show o programa de TV em que os participantes não são fictícios- personagens- e que os acontecimentos da `trama` sejam fruto do cotidiano vivido por eles em situações incomuns- confinados ou em uma selva tropical com restrição de comida. Para quem vai participar dos programas, o discurso em comum é dar um giro radical em suas vidas; para a audiência,  um mecanismo de projeção, de conexão e de identificação com os participantes. Os mais comuns realities da TV mundial são:  Sobrevivência (Survivor); Show de talentos (American Idol); Culinária (Masterchef); Romance (The Bachelor); Confinamento (Big Brother); Estilo de vida (Keeping up with the Kardashians ); Imóveis (Irmãos à obra); Negócios (O Aprendiz).
TUDO ISSO DE FORMA VISUAL – O cassino online da Betway fez este infográfico que traz os principais programas, números ao redor do mundo e principais marcos, sobretudo, aqui no Brasil. 
Mais da metade do público que assiste a realities é formado por mulheres, segundo estudo divulgado em 2015 pela empresa de pesquisa de mercado Ipsos. A proporção fica de 61% (mulheres) para 39% (homens). 
Os dados da amostra do Ipsos analisados pela Betway mostram que os realities atingem toda a população brasileira de maneira similar à distribuição da PNAD do IBGE. 
Nas grandes cidades, com enorme concentração de população, a audiência dos realities seguem muito boas. No caso do Brasil, o público das maiores capitais do Nordeste, da capital federal e da maior cidade do país se destacam. A maior audiência está no DF- Brasília 28%, seguido por Grande Salvador- Bahia 21%, Grande São Paulo 20%, Grande Recife 18%  e Grande Fortaleza 17%.
A classe C é a que mais acompanha esse tipo de programa, representando 52% de seu público.  As classes AB vêm em seguida com 38% e a DE com 10%.
Com relação à distribuição etária, a maior parte dos espectadores desses programas têm entre 25 e 49 anos (45%), seguido daqueles com idades entre 10 e 24 anos (40%) e dos que têm mais de 50 anos (15%). O instituto entrevistou mais de 53.000 pessoas entre outubro de 2013 e setembro de 2014 em treze áreas metropolitanas brasileiras, como a de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.
REDES SOCIAIS- Na era de redes sociais o Twitter tem 58% dos tweets e 60% dos `favoritos` falando desses programas; no Facebook, os números ficam na casa de 56% de todos comentários e 52% das curtidas; já no Instagram, 74% de comentários e 66% das curtidas da plataforma são sobre reality shows. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE