Edit

A despolitização do Covid

Os olhos do mundo estão voltados para uma pandemia que além de colocar em risco a saúde humana, também assombra a economia mundial de forma que as opiniões se dividem cada vez mais em decorrência das necessidades individuais.
Isolamento, afastamento social, morte, desemprego, desespero, sentimento de impotência, boletos vencidos, revolta, carreata, insegurança, talvez sejam essas algumas das principais consequências negativas do COVID-19.
Por outro lado, pessoas repensando seus atos durante a vida, famílias interagindo mais, atos sinceros de solidariedade, corte de supérfluos, estabelecimento de prioridades reais, a queda do sentimento de superioridade e a fé no nosso criador complementam essa transformação pela qual o planeta está passando.
E no meio disso tudo estão os humanos, que podem morrer de corona, de fome, de depressão ou de teimosia.
Em todas as situações de conflito que envolvem a massa, é natural que as pessoas elejam um herói e um vilão. Ambos podem ser a mesma pessoa, assim como oscilar de uma extremidade para a outra em uma fração de segundos, pois a forma de pensar, agir e conduzir uma situação é o que determinará qual será o seu adjetivo no final.
Diante de tal situação, líderes políticos que deveriam buscar uma solução conjunta e minimizar os danos, acabam desestabilizando a sociedade em todos os aspectos com seu egos e disputa pela paternidade da solução de algo que aparentemente não será resolvido em breve.
Este é o momento em que devemos nos unir para somar resultados positivos e não de deixar o povo como massa de manobra para interesses político-partidários. O partido que devemos defender é o da prosperidade no planeta. ???Não há vencedores em uma guerra, mas há mortos e feridos.???
Vejo a união dos políticos respeitando a ciência, as necessidades sociais e a economia como o encurtamento do nosso sofrimento, mas para que isso aconteça, é preciso humanizar as ações e despolitizá-las.
Isso não é uma questão de defender o presidente, o governador ou o cientista. Simplesmente é um pedido para que todos baixem suas guardas e exerçam suas funções conjuntamente em defesa daqueles que simplesmente querem respirar e sem sentir fome.
Odair Dias – Secretário de Meio Ambiente,
 Profissional de Educação

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE