Tecnologia

Golpistas usam Instagram para aplicar vendas falsas

Seria o app solidariamente responsável pelo ressarcimento do prejuízo ao consumidor?

Publicado em 2019-08-19 20:00:02 Atualizado em 2019-08-19 20:31:47 (709 visualizações)

As novas práticas das relações de consumo pelo Instagram têm trazido à baila uma questão que tem se tornado comum nos dias de hoje, em que a facilitação demasiada da venda de produtos, sem um controle preventivo e efetivo pelo consumidor, tem permitido toda a sorte de desonestidades por parte de terceiros.

Interessados em fraudar e obter lucros fáceis, os golpistas muitas vezes utilizam-se de nomes e dados de lojas idôneas no ambiente online para criar os perfis falsos para passar certa confiabilidade, não raramente ostentando números elevados de seguidores e curtidas.

É crescente a prática de golpes em transações online no Instagram, aplicativo cada vez mais popular no Brasil. São perfis que anunciam de tudo: de perfumes a celulares com preços geralmente muito atrativos. Depois que o comprador faz o depósito para pagamento do produto, o golpista não faz a entrega e bloqueia o comprador pelo aplicativo.

Não obstante os cuidados que o consumidor deve tomar no ambiente virtual, vem à tona uma questão: seria o Instagram solidariamente responsável pelo ressarcimento do prejuízo ao consumidor pelo insucesso das compras online ?

A resposta não é tão simples, mas tratando-se de relação jurídica de consumo, impõe-se a aplicação das normas previstas no Código de Defesa do Consumidor, inclusive as que estabelecem a responsabilidade objetiva pela falha da segurança do serviço de intermediação de negócios.

Ademais, julgados nacionais sinalizam a responsabilização da referida rede social à devolução dos valores, pois seria remunerada pela atividade daqueles que fazem seu uso para atuar incisivamente perante o mercado consumidor, divulgando produtos e atraindo clientela para os comerciantes que se utilizam de tal serviço para negócios virtuais.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Tecnologia

Celulares android 'coalhados' de app de golpe


Anvisa proíbe uso interno do app Zoom


Apps de banco estão entre os mais baixados durante pandemia


Apps de teleconferência ganham popularidade na internet


Quarentena avançará um degrau na evolução tecnológica



© 2009-2020. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza