Tecnologia

A Internet das Coisas: Vale a Pena Correr o Risco?

Publicado em 2019-06-10 21:19:20 Atualizado em 2019-06-10 22:06:00 (399 visualizações)

Você se lembra da época na qual precisava usar internet discada e dividir um único computador com sua família inteira? Consegue se lembrar da época em que completar o download de uma música em mp3 por algum serviço de torrent era uma verdadeira realização? Em um mundo com hiper-conectividade, esse é um passado cada vez mais distante.

O crescente dinamismo e a facilidade progressiva de se conectar ao mundo virtual dá origem a expressões comoInternet of Things(“Internet das Coisas”), abreviada por IoT, que serve para designar a interconexão de vários objetos do cotidiano que ganham cada vez mais conectividade ao mundo online.

A internet não está mais restrita ao tradicional PC e aos notebooks (e netbooks). Hoje, ela está na palma da mão em smartphones e tablets, além de videogames e aparelhos de televisão. Há até dispositivos de gestão de várias funções da casa que podem ser acessados por aplicativos conectados à internet. A própria tecnologia de Wi-Fi transformou radicalmente o modo como nos conectamos em rede.

Mas, como todas as boas coisas, há riscos envolvidos na facilidade de conexão dos vários objetos que nos cercam – como o debate sobre o “fim” da nossa privacidade e até mesmo recursos de monitoramento facilitados por essa conectividade. E então, vale a pena correr esses riscos?

Os principais riscos da conectividade


Grande parte das pessoas ainda tem a falsa sensação de que a internet é um ambiente seguro, o que é um engano bastante perigoso. Assim como o mundo físico, o mundo virtual apresenta vários riscos que não devem ser ignorados. Atravessar a rua ignorando o trânsito faz com que a travessia seja mais segura? Definitivamente, não. Ignorar os riscos da internet também não vai ajudar na sua proteção.  

Assim como todos os outros ambientes, há pessoas com boas intenções e há pessoas mal intencionadas. A internet está repleta de websites e plataformas de difusão gratuita de conhecimento, inúmeras opções de entretenimento, grupos, redes sociais e fóruns que reúnem pessoas com interesses em comum, tutoriais incríveis e conteúdos imensamente enriquecedores – como a possibilidade de aprender outros idiomas, por exemplo.

Mas ela também está cheia de scammers (golpistas), criminosos que usam os recursos digitais para facilitar seus planos, hackers (no sentido negativo, há a preferência para designar essas pessoas como crackers) e todo tipo de gente que vai usar os recursos digitais não para seu aprimoramento pessoal, mas para prejudicar outras pessoas.


Suas informações são o alvo principal


Suas informações pessoais, como o seu nome, seu endereço, documentos, informações bancárias e financeiras, arquivos sigilosos como fotos pessoais e vários outros arquivos sensíveis podem correr riscos caso você não tome certos cuidados e precauções.
Seus dispositivos conectados à internet podem ser infectados por malware (programas maliciosos), usados para permitir invasões aos seus sistemas e favorecer o roubo de informações ou alterações na sua máquina – como exclusão de arquivos e diminuição do desempenho do seu hardware.
Em redes de Wi-Fi, principalmente aquelas redes públicas que você usa para se conectar em aeroportos, restaurantes, shoppings, cafés, bares e praças, e que são justamente as redes mais vulneráveis, pessoas mal intencionadas podem invadir seus dispositivos móveis por meio de falsas atualizações de aplicativos, mensagens duvidosas e e-mails infectados.
Mas, felizmente, há várias formas de se proteger enquanto você aproveita o que há de melhor no mundo virtual.

Dicas importantes para a sua segurança cibernética


O conceito de segurança virtual (ou segurança online) é traduzido pela expressão “segurança cibernética”, que engloba a segurança dos usuários de uma rede em todos os dispositivos conectados a ela. Há várias formas de diminuir consideravelmente os riscos que nós mencionamos – e outros que não foram incluídos nesse texto, já que as ameaças são atualizadas incessantemente.
Partindo dos conselhos mais básicos, podemos recomendar que você utilize senhas fortes (com alteração entre letras maiúsculas e minúsculas, símbolos especiais e numerais, e até palavras ao contrário) para todas as suas contas de usuário – seja para o seu e-mail ou algum website com uma comunidade virtual embutida – e, claro, jamais compartilhar sua senha com terceiros.
Também é muito importante escolher o que é que você vai publicar. Grande parte das informações sobre nós são dados que nós mesmos inserimos no mundo virtual.
Ter cuidado e saber separar o que você quer publicar e o que faz parte da sua vida íntima, privada, é essencial, e vale até mesmo para as redes sociais “inofensivas” que você utiliza. Cada uma dessas redes sociais permite a edição dos conteúdos caso você queria publicá-los apenas para um grupo de pessoas, só para você, para seus amigos ou para todo mundo.

A utilidade dos provedores VPN


Outra dica importante é manter um bom firewall e um ótimo programa antivírus, fazendo varreduras periódicas nos seus dispositivos. Outra dica excelente é usar um provedor VPN. Mas, o que é VPN? 

É a sigla para Virtual Private Network, uma rede virtual criada “em cima” da conexão fornecida pelo seu provedor de internet, algo bastante útil para criptografar sua rede, deixando-a mais protegida e essencialmente imune a ataques externos.

Você pode usar um provedor VPN configurando um diretamente no seu roteador de Wi-Fi, o que vai garantir a proteção de todos os dispositivos conectados à sua rede – desde o computador do seu escritório ao smartphone dos seus filhos.

Com os comportamentos certos e os softwares adequados, sua experiência online será muito mais agradável, enriquecedora e, claro, livre de riscos.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Tecnologia

Estudantes criam canudos biodegradáveis e comestíveis


Podcasts podem movimentar US$ 1 bilhão até 2021


10 aplicativos para apimentar a relação sexual


Waze agora 'vai te ouvir melhor'


Veículos incríveis para sobreviver ao apocalipse zumbi



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza