Tecnologia

O poder dos influenciadores digitais

Especialista conta como faturou 6 dígitos em 10 horas

Publicado em 2019-02-05 18:00:10 Atualizado em 2019-02-05 18:00:10 (372 visualizações)

Esqueça a imagem da adolescente bonita, na frente do espelho, tirando selfies em produções estilosas de moda para ser considerada influenciadora digital. Os novos influenciadores digitais, aliás, quase nem falam mais de moda. Eles possuem de 25 a 45 anos e aborda temas como cultura, maternidade, cotidiano feminino, moda ativista, direitos humanos e até política. Hoje os influenciadores digitais já são uma realidade e ajudam a influenciar milhares de outras por meio da internet. São os influenciadores digitais. Oficialmente, já são 7500 influenciadores digitais catalogados no Brasil. Estima-se que esse número chegue a 200 mil, sendo a grande maioria de mulheres, 66% abrigados em perfis de até 10 mil seguidores.

Como reconhecer os influenciadores digitais

Para reconhecer influenciadores digitais é preciso analisar seu comprometimento, se o conteúdo é de qualidade, se existe frequência na publicação e o impacto que as postagens possuem. Eles não têm um perfil pré-determinado, fazem parte de diferentes grupos, não importando o poder aquisitivo, a etnia ou a localização. Não estão apenas no eixo Rio-SP e produzem conteúdo a partir dos rincões mais distantes dos centros econômicos e culturais.

Outra característica é o público-alvo. Em sua grande maioria eles atendem uma audiência específica – construída a partir da afinidade entre os gostos e hábitos – e sabe a melhor linguagem para se comunicar com ela.

O que determina os influenciadores digitais não é exatamente a quantidade de seguidores que eles têm, mas se eles são reconhecidos pelo trabalho que fazem, pelo poder de influência que tem. Números de curtidas em páginas do Facebook podem ser comprados, números de pageviews do blog ou de qualquer outra plataforma podem ser fabricados.

Observe o engajamento das comunidades dos influenciadores. Esse envolvimento dos fãs pode ser medido por meio do número e qualidade dos comentários, quantidade de compartilhamentos e marcações. Ou seja, como as pessoas interagem com os canais dele.

Case de Sucesso

Dani Almeida, jornalista e especialista em imagem, ao estudar marketing digital, ela resolveu criar o perfil @opoderdaimagem. Em pouco mais de um ano e meio, seu perfil no Instagram e Youtube reunem 100 mil seguidores cada. O diferencial de suas redes é o alto engajamento da comunidade “Percebi que, com técnicas de comunicação e de marketing digital, era possível crescer rápido e com ética. Principalmente quando comecei, infelizmente, muita gente comprava seguidores e isso queimava o nome “influenciador digital”. Percebi que eu poderia ensinar o meu método para outras pessoas e ajudar a profissionalizar esse mercado”.

E em um ano considerado de crise, a jornalista, especialista em imagem e influenciadora digital, Dani Almeida conseguiu uma proeza: conseguiu faturar R$ 105.591,14 em vendas, em um período de 10H, durante a Black Friday, multiplicou seu faturamento em seis vezes e atingiu um total de 1793 clientes.

Criadora dos perfis O Poder da Imagem (110 mil seguidores no Instagram e 108 mil assinantes no YouTube) e de vários cursos online voltados para profissionais liberais, empreendedores e influenciadores digitais, ela ajuda as pessoas empoderarem sua imagem (online e offline), criarem um posicionamento e a usarem as redes sociais e o mundo digital para acelerarem seus negócios.

“Hoje, temos uma equipe de cinco pessoas para dar conta do crescimento da empresa. Os números mostram como as pessoas já entenderam o potencial enorme e infinitamente mais barato de protagonizarem seus mercados usando as redes sociais e outras ferramentas do mundo online. Não é qualquer empresa que sai de um faturamento de R$85.131,37 em 2017 para R$ 509.137,22 em 2018, pleno ano de recessão e de eleições no país, o que historicamente afeta as vendas.

O resultado na BlackFriday, por exemplo, aconteceu com praticamente zero investimento em publicidade. Para chegar nesta marca, a estratégia foi utilizar as próprias redes sociais e os contatos já existentes nas listas de vendas (emails e WhatsApp). “Esta é a importância de ter autoridade e uma comunidade nas redes sociais”, comenta.

Dados do mercado

 

Segundo dados do IBGE o volume de vendas no varejo subiu 2,9% em novembro, durante a Black Friday, na comparação com o mês anterior, e registrou a segunda maior alta mensal da série histórica iniciada em 2000. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 4,4%.

“Quem mais influenciou o resultado positivo foram justamente as atividades mais sensíveis às promoções da Black Friday. São atividades que têm uma concentração de empresas que se beneficiam mais das vendas online, que é o foco das promoções de novembro”, disse a gerente da pesquisa, Isabella Nunes.

Trajetória de sucesso

Dani Almeida é jornalista e especialista em imagem. Criou o perfil o poder da imagem nas redes sociais como forma de divulgar sua loja de varejo física no ano de 2013. Se tornou uma influenciadora digital. Por causa de seus resultados como influenciadora, passou a mentorar e ensinar outras influenciadoras e enxergou uma oportunidade para apresentar sua estratégia de sucesso nas redes sociais com os cursos online (https://opoderdaimagem.net.br/cursos).  para ensinar como empoderar a sua marca pessoal e como utilizar as redes sociais para potencializar parcerias e negócios.

"Pesquisas mostram que 74% dos consumidores se orientam por meio de suas redes sociais para realizar uma compra. Além disso, desde a época das cavernas, nós, humanos, fomos feitos para nos conectarmos com outras pessoas, por isso, empresas com fortes marcas pessoais por trás como por exemplo, da Apple (Steve Jobs) a Magazine Luiza (Maria Luiza Trajano) ou Arezzo (Alexandre Birman), conseguem se destacar no mercado e ter um resultado superior. Pessoas gostam de comprar de pessoas, não importa se é um produto ou serviço", explica Dani Almeida.

Isso mostra que ela está no caminho certo. Em cerca de um ano, Dani atingiu a marca de 1.793 alunos até dezembro de 2018 com os 3 cursos online. Suas redes sociais atingiram recordes de engajamento e público apenas com estratégias de marketing digital e comunicação efetiva: o instagram @opoderdaimagem chegou em mais de 110 mil seguidores, o instagram @influenciadoradesucesso mais de 42 mil seguidores e o canal do youtube com mais de 117 mil assinantes. 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Tecnologia

OpenBox2 chega a Campinas


Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor em 2020


'Startup da Unicamp' aposta em portaria robotizada


Como funcionam os Painéis Solares Transparentes


ITA realiza "Engineering Education for the Future"



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza