Saúde

Como identificar e tratar a gravidez psicológica

Tentativas frustradas ou medo de engravidar podem desencadear o distúrbio emocional

Publicado em 2019-05-07 16:00:03 Atualizado em 2019-05-07 16:00:03 (418 visualizações)

Enjoos, aumento do volume abdominal, dor nos seios e a ausência de menstruação são alguns dos sintomas normais de uma gestação. No entanto, esses desconfortos também podem ser sentidos por mulheres que sofrem de gravidez psicológica, também conhecida como Pseudogestação e Pseudociese.

De acordo com Renato de Oliveira, ginecologista e infertileuta da Criogênesis, uma das maiores causas dessa condição é a vontade de engravidar — seguida de tentativas frustradas durante muito tempo e o medo inconsciente desta responsabilidade. “A Pseudociese, na maioria dos casos, revela uma série de adversidades psicológicas, fruto de traumas do passado e tentativas frustradas de engravidar e constituir uma família”, explica.

Por apresentar os mesmos sintomas de uma gestação convencional, é preciso realizar um exame clínico para identificar a falsa gravidez. “A simples ausculta com o estetoscópio de Pinard, além da ultrassonografia abdominal ou pélvica, demonstrarão um útero sem feto, que comprova a pseudociese. De forma complementar, realiza-se um exame de sangue que verifica a dosagem do BhCG, hormônio produzido pela placenta durante a gestação”, comenta.

Tratamento - Ainda não existe um tratamento específico para Pseudociese, por isso, o processo de aceitação e tratamento varia de acordo com cada caso, sendo a família, amigos e médicos, parte integrante da terapêutica. “Um trabalho conjunto para diagnosticar as origens do problema e saná-las possibilita que a mulher retome suas atividades normais e busque alternativas para concretizar o desejo de ser mãe”, finaliza Renato.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza