Saúde

Campanha de Prevenção ao Câncer Bucal

Prevenção e diagnóstico de doenças bucais

Publicado em 2018-08-24 14:00:01 Atualizado em 2018-08-24 14:08:26 (322 visualizações)

Por meio da Campanha de Prevenção ao Câncer Bucal de 2018, foram realizadas este ano 2.703 avaliações pelas equipes de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde de Sumaré. A campanha tem como objetivo principal trabalhar com a prevenção e diagnosticar precocemente doenças bucais nos usuários da rede pública, ampliando, assim, as chances de cura.

A maior parte das avaliações foi realizada durante as campanhas de vacinação realizadas este ano. “O trabalho do nosso governo quando o assunto é Saúde é trabalhar com a prevenção, que garante maior qualidade de vida aos nossos moradores. Além de trabalhar com a orientação e conscientização, nossas equipes de Saúde Bucal também buscam, por meios das campanhas, diagnosticar precocemente algum problema mais grave, permitindo o tratamento da doença ainda no início, aumentando, assim, as chances de cura”, explicou o prefeito Luiz Dalben.

Do total de examinados, 0,6% apresentaram lesão com suspeita de malignidade; 4,1% lesão sem suspeita de malignidade; 38,2% necessidade de tratamento e 58,7% necessidade de prótese. Os pacientes foram encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas e já estão sendo agendados gradativamente.

Neste ano, quatro usuários já foram diagnosticados com câncer bucal em Sumaré, sendo que um dos casos foi identificado durante a campanha. “Isso demonstra a importância deste trabalho”, completou o secretário de Saúde, Rubens Gatti.

CUIDADOS

Os principais fatores de risco para o câncer da cavidade oral são: tabagismo, etilismo, infecções por HPV e exposição à radiação UVA solar (câncer de lábio). Estudos ainda mostram um risco muito maior de desenvolvimento de câncer bucal em indivíduos fazem uso de cigarros mais bebidas alcoólicas.

Segundo a equipe de Saúde Bucal da Prefeitura de Sumaré, a melhor forma de diminuir a incidência da doença é controlar os fatores de risco e, para reduzir a mortalidade, é necessário que haja diagnóstico precoce, por meio do exame clínico dos tecidos da boca. Este exame é realizado obrigatoriamente por um profissional de saúde capacitado e permite identificar tanto lesões potencialmente malignas quanto o câncer em estágios iniciais, possibilitando um tratamento menos agressivo e o aumento da sobrevida.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Saúde

"Saúde sem Tabaco" inicia primeiro grupo de 2019


HM divulga Campanha "Janeiro Branco"


Porções exageradas pesam na conta da obesidade


UBS do Romano e Laudissi em fase final de construção


Americana recebe duas ambulâncias via emenda



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza