Saúde

Evolução da expectativa de vida e novos desafios

Dra. Lígia Pagotto explica mudanças no corpo

Publicado em 2017-09-23 17:00:02 Atualizado em 2017-09-25 10:58:24 (1489 visualizações)

Com o aumento da longevidade da população brasileira, a necessidade de redobrar a atenção com os cuidados com as pessoas acima de 60 anos será cada vez mais recorrente. Muitos idosos ainda desejam manter a independência, porém precisam de dedicação para que a saúde e o bem-estar não sejam comprometidos. Baseado nisto, a médica e franqueada da rede de residenciais sênior Terça da Serra em São José do Rio Preto, Dra. Lígia Pagotto, para facilitar o dia-a-dia dos responsáveis por esses cuidados, listou algumas dicas. 

"Quando uma pessoa chega na terceira idade, a atenção deve ser redobrada. Os idosos correm ainda mais riscos que nós adultos em relação à saúde, além de lesões, problemas de pele ou doenças crônicas serem comuns. Por isso, certas precauções são importantes para evitar distúrbios futuros", ressalta Lígia.   

Confira algumas delas:

1. Alimentação
Manter bons hábitos alimentares é fundamental em qualquer faixa etária. No entanto, as mudanças no corpo na terceira idade demandam um tratamento nutricional diferenciado. É preciso estar atento ao tipo de conservação do alimento que será servido para o idoso e também como ele é preparado. Lígia salienta que o consumo de pratos mais saudáveis, com frutas e verduras, ajuda a prolongar a longevidade, além de suprir as substâncias nutritivas necessárias para as atividades diárias e a prevenção de doenças, como colesterol alto, hipertensão e sobrepeso.   
                    
2. Prevenção de quedas
Fraturas ósseas são comuns nesta etapa da vida. Em geral, as quedas são ocasionadas devido fatores intrínsecos, como idade, perda da visão, distúrbios no equilíbrio, falhas no sistema nervoso, e também por motivos externos, como escadas, situações do solo e objetos que atrapalham a locomoção. Por isso, é essencial uma atenção ainda maior para precaver os tombos. A médica recomenda evitar o uso de tapetes, móveis nos corredores, além de adaptar uma barra de segurança no banheiro, para certificar a segurança nesse local. Manter os ambientes mais claros e sempre acompanhar os idosos nos passeios exteriores.

3. Higiene
Esse quesito é um fator extremamente importante para o conforto e qualidade de vida. A boa higiene segue acompanhada do bem-estar necessário para uma rotina saudável. Independente do grau de dependência apresentado, o idoso deve receber todos os cuidados diários de limpeza pessoal. A recomendação é auxiliá-lo no banho e, se necessário, usar produtos para o fortalecimento da pele, oferecer massagens confortantes com cremes hidratantes e realizar a manutenção da higiene oral. 

4. Rede de apoio
As interações sociais contribuem para um melhor enfrentamento de situações adversas na vida do idoso e da família. O apoio dos parentes e da sociedade são fundamentais não só para a preservação da saúde física e mental, mas também para momentos de estresse e para superação de acontecimentos como a morte, a perda da capacidade funcional ou até mesmo a institucionalização. 

5. Acompanhamento especializado
O atendimento profissional especializado nas diversas áreas da saúde proporciona muitos benefícios, pois permite que o cuidado torne-se específico de acordo com cada necessidade. De acordo com Lígia, muitas atividades podem ser significativas para a recuperação do idoso, como a fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, nutricionista, atividades física adaptadas, musicoterapia, estimulação cognitiva, inserção social, terapia ocupacional, entre outras atividades planejadas individualmente para ampliar a qualidade da rotina. Segundo ela, isso ajuda a manter uma velhice mais tranquila, mais saudável e feliz. 

Tomar certos cuidados e prevenir riscos podem ser potenciais para a conservação dos bons hábitos durante o envelhecimento. "Devemos não só auxiliá-los durante as atividades diárias, para evitar perigos, como também estimulá-los no exercício de práticas sadias e incentivá-los em atividades sociais", conclui. 

Sobre a Terça da Serra 
A Terça da Serra nasceu em 2015 em função da carência, notada pela médica Joyce Duarte Caseiro, de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) que prestassem serviços de qualidade na região de Campinas. Com a missão de oferecer hospedagem e cuidados de alto padrão para idosos, de forma humanizada, respeitando a individualidade dos hóspedes e dessa maneira melhorar a qualidade de vida, o residencial sênior é referência na relação e cuidado com os hóspedes. Atualmente, o residencial conta com sete unidades e está iniciando sua expansão através do modelo de franquias, tornando-se pioneira no segmento no país.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Saúde

Outubro Rosa. Conheça exames modernos na saúde da mulher


Casos de sarampo passam dos 8,6 mil em SP


SB abre 7 UBSs no sábado


Exame para identificar Zika vírus comercializado no país


Como melhorar a qualidade do sono na primavera



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza