Política Crítica

Judith e T Martins reclamam mais serviço

Varredores na rua e Poço Artesiano do Jaguari

Publicado em 2018-06-12 11:55:51 Atualizado em 2018-06-12 11:55:51 (306 visualizações)

A vereadora Judith Batista (PDT) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações sobre a falta de varredores de rua no município.

De acordo com a parlamentar, moradores a procuraram no gabinete e questionaram sobre a falta de varredores em diversos bairros. “As reclamações vieram principalmente dos bairros Jaguari e Parque da Liberdade, pois os moradores afirmam que ruas estão sem varredores há quase um mês”, aponta.

“Já questionamos a Unidade de Limpeza Pública sobre esta situação e fomos informados que realmente existe falta de varredores no município e que já foi solicitada a contratação. Passamos por um período de estiagem, quando as folhas secas das árvores tomam conta das ruas e passeios públicos, mas a reclamação dos moradores vai além do problema de limpeza pública, pois a falta de varrição faz com que estas folhas cheguem até as galerias e, com eventuais chuvas, podem causar entupimentos e provocar ainda mais transtornos à população, com inundações e outros problemas, inclusive de saúde pública”, afirma Judith.

No requerimento, a vereadora pergunta se a Administração já tomou alguma providência com relação à falta de varredores de rua no município, quantos estão contratados atualmente, quantos são necessários para suprir a demanda da cidade e como é feita a divisão dos trabalhadores entre os funcionários existentes.

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário, na sessão ordinária de quinta-feira (14).

O vereador Thiago Martins (PV) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que reitera o pedido de informações ao Poder Executivo sobre o funcionamento do poço artesiano localizado na Rua Lúcio Alves, no Parque Residencial Jaguari.

No documento, o parlamentar relata ter recebido reclamações de moradores, que alegaram que o poço localizado nas imediações do CIEP Prof.ª Maria Nilde Mascellani encerrou suas atividades há aproximadamente dois anos. “Conforme placa informativa no local, o DAE informa que o poço foi fechado por falta de manutenção adequada. Porém, em resposta ao requerimento nº 954/2017, a justificativa para o fechamento foi o rebaixamento do lençol freático, alegando que a continuidade da operação poderia levar danos ao sistema de bombeamento”, afirma.

“Se a água não está comprometida e o poço é o único para atender a demanda da região entre os bairros Cariobinha e Jaguari, é necessário que se tome providências urgentes para solucionar o problema e reativar o serviço para a população”, explica Martins.

No requerimento, o vereador pergunta se há análises periódicas monitorando o nível do lençol freático, quais as datas em que elas foram realizadas e quais foram os resultados simplificados. Questiona, ainda, se houve melhora, qual a justificativa de o poço não ter sido reativado, qual a possibilidade de perfuração mais profunda ou substituição da bomba por uma que atenda à necessidade de captação e qual o prazo estipulado para o poço voltar a funcionar.

Os requerimentos serão discutidos e votados pelos vereadores em Plenário, na sessão ordinária de quinta-feira (14).
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Política Crítica

Dr. Otto cobra por torres de alta tensão


Molina visita fábrica e fala de projetos


Ver.s reclamam do busão e do Porta a Porta


Veja quem vai comandar Acias até 2020


Sardelli e Polaco pedem ao DER drenagem em rodovia



© 2009-2018. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza