Geral

Especialista revela como o fim do DOC/TED pode favorecer Bitcoins

O Banco Central já reconhece oficialmente o Bitcoin e as criptomoedas

Publicado em 2019-09-10 09:18:35 Atualizado em 2019-09-10 09:18:35 (462 visualizações)

O Banco Central do Brasil (BACEN) anunciou que está em desenvolvimento de um sistema de pagamentos instantâneo, como uma alternativa às operações TED e DOC. Desta forma, o envio de valores será realizado em alguns segundos e estará disponível 24h por dia, todos os dias da semana, como um upgrade em relação às opções tradicionais de transferência de valores atuais que só podem ser feitos até determinado horário e não funcionam aos fins de semana.

O especialista em criptomoedas Maicon Santos aponta que esta medida pode favorecer a compra e venda de Bitcoin e das demais criptomoedas em geral no pais: "com mais esta opção de transação financeira disponível, será possível realizar operações como depósito e saque independente do horário comercial. Isto será benéfico para as fintechs que realizam operações com criptomoedas como forma de pagamento.

Maicon também aponta que a medida ira colaborar para descentralizar e diminuir o poder dos bancos: "Só será preciso um smartphone e a instalação do aplicativo por parte do cliente. Para o estabelecimento comercial, será necessário apenas ter um código único de identificação (como um QR Code). Nesse código estarão contidas todas as informações necessárias para que os recursos sejam transferidos instantaneamente. Desta forma os clientes só precisarão apontar as suas câmeras dos seus smartphones para o código. Assim, a expectativa do BACEN é que pagamentos sejam realizados instantaneamente e de forma simples, semelhante a soluções já existentes como Google Pay, Apple Pay e o MB WAY, sem a necessidade de cadastrar o recebedor ou de pedir seu número de CPF".

O especialista também ressalta que isto abre um novo mundo de possibilidades para prestadores de serviço de pagamento: "Para fazer o pagamento instantâneo, o BACEN irá contar com os prestadores de serviço de pagamento (PSP), que serão de livre escolha do consumidor, não sendo necessariamente bancos, mas fintechs como o AlterBank, Uzzo, e tantas outras.

O Banco Central já reconhece oficialmente o Bitcoin e as criptomoedas como bens, assim como formas válidas de pagamento. Agora o BACEN passou a incluir a negociação dos ativos digitais por brasileiros nas estatísticas sobre a balança comercial do país, conforme publicação oficial de 26 de agosto.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Geral

Temperatura média do planeta pode subir 3,4ºC até 2100


Bolsonaro vai participar da 74ª Assembleia da ONU


Vovós visitam nascente modelo


Cacau pode reflorestar 557 mil hectares no Pará


Especialistas alertam para risco de pandemias globais



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza