Gastronomia

Forno de Minas quer globalizar pão de queijo

México e Argentina receberam 32 toneladas de produtos

Publicado em 2019-08-27 09:48:58 Atualizado em 2019-08-27 09:48:58 (169 visualizações)

Mais dois destinos entraram na rota de delícias da Forno de Minas. México e Argentina poderão apreciar o gostinho do tempero mineiro nas padarias, lanchonetes e em casa. Atualmente, a indústria é responsável por enviar 1500 toneladas de produtos para fora do Brasil ao ano, 97% delas é de pão de queijo.

Para transformar a iguaria mineira em um produto global, conhecido e apreciado em todo o mundo, a companhia foca o crescimento nos países vizinhos da América Latina. E o plano segue sendo cumprido. Neste mês, os ‘hermanos’ argentinos receberam cerca de 14 toneladas de diferentes opções de quitutes, como pão de queijo, cookies, cinnamon rolls e burek. As delícias estarão disponíveis nos canais de food service. Para o México, a marca enviou 16 toneladas de waffle, que estão sendo comercializados no Walmart e outras redes do país.

Além disso, a Forno de Minas acaba de ampliar sua presença na China. Com a chegada do pão de queijo no segmento de food service, a empresa objetiva gerar ainda mais experimentação dos produtos e, consequentemente, conquistar o paladar oriental. Uma das apostas são as redes de cafeterias e padarias do país, que estão crescimento constante.

O setor internacional da tradicional empresa de alimentos é um dos que mais crescem na empresa e com metas de triplicar a receita da empresa até 2024. Atualmente, a Forno exportada também para mais de 16 países: Estados Unidos, Canadá, Portugal, Inglaterra, Chile, Peru, Uruguai, Emirados Árabes, Japão, Guatemala, El Salvador, Panamá, Costa Rica, Colômbia, Paraguai.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Gastronomia

Cervejaria do interior aposta em nova IPA


A Bolo da Madre chega a Americana


Forno de Minas leva marca a feiras nos EUA


Aprenda a fazer hambúrguer gourmet vegano


Conheça a diferença entre fast food e casual dining



© 2009-2019. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza