Esporte

Nadar no mar traz benefícios para o corpo e mente

Estilo de vida mais saudável dentro da água

Publicado em 2019-12-06 14:31:20 Atualizado em 2019-12-06 17:33:28 (388 visualizações)

A pressão e a correria do dia a dia, somadas ao constante estresse, são fatores responsáveis por agravar uma série de enfermidades do corpo e da mente. Conciliar trabalho, estudos e vida pessoal é uma tarefa complicada, com isso, para contemplar o bem-estar, é indispensável incluir momentos de lazer e prática de atividades físicas na vida.

Um admirável exemplo é a natação, esporte plenamente capaz de reunir divertimento, harmonia e superação pessoal. Sendo uma das atividades mais praticadas no mundo, o excelente desporto, entre suas variadas categorias, apresenta uma interessante alternativa: utilizar o mar para dar as revigorantes braçadas.

A refrescante opção oferece todos os benefícios decorrentes da prática em piscina, como melhoramento de postura, fortalecimento muscular e aprimoramento do sistema respiratório. Entretanto, a realização a céu aberto dispõe de uma qualidade propriamente fantástica: a beneficiação da vitalidade psicológica.

O fato de a água salgada conter boas quantidades de minerais — sódio, cálcio, magnésio e cloreto, por exemplo — a transforma em um admirável remédio natural, eficaz no combate à ansiedade e à depressão, além de ser um revitalizante para a pele.

Acima de tudo, o contato com elementos naturais por si só já é considerado uma terapia contra o caos urbano, ajudando a exercitar a plenitude da mente. Para o corpo, devido às irregularidades e correntezas, o mar exige esforço contínuo, fator que intensifica a musculatura e favorece a respiração.    
 

Principais diferenças

Diferentemente da piscina, a natação no mar é permanentemente contínua, sem intervalos e viradas.
Evidentemente, os fatores naturais são responsáveis pelas maiores distinções: temperatura da água, ventos, correnteza, navegação e aspectos geográficos são características não presentes na categoria tradicional, e que podem interferir diretamente no desempenho do praticante.  
Apesar de cronometrar os tempos individuais, a prioridade no mar é a direção. Ter noções acerca do melhor caminho e posicionamento acaba sendo um diferencial que impacta mais nos resultados que na velocidade média do nadador.
Dessa maneira, a natação no mar exige melhores estratégias e planejamentos.   

 
Equipamentos necessários

Como apontado anteriormente, a cautela é a ferramenta principal para praticar natação no mar. O citado planejamento se refere ao reconhecimento do local escolhido, bem como à necessidade de avisar, previamente, outras pessoas — sobretudo aquelas presentes na praia —, se possível, não vá sozinho para a água. Quando se trata do mar, toda precaução é bem-vinda.   

Já os equipamentos são simples: roupas específicas de neoprene — caso a água esteja fria —, óculos de natação e uma touca com cores chamativas são suficientes para a prática.
Vale também ressaltar a eficácia decorrente da utilização da roupa — a mesma utilizada em mergulhos. Ela proporcionará a você maior velocidade e flutuação, podendo causar diferenças de 5 segundos para cada 100 metros percorridos.
 

Durante uma competição

Após longos períodos de treinamento — auxiliados por um profissional capacitado — você pode optar por disputar algumas competições. Diversas provas amadoras são organizadas por professores e entidades locais, sendo fácil de se inscrever e disputar.  

Dada a largada, procure se aproximar de conhecidos para conseguir firmar seu espaço, pois a disputa nos primeiros metros é mais intensa. Lembre-se que esbarrões, braçadas e pernadas involuntárias são normais e fazem parte do esporte.

Nos momentos iniciais, inclusive, muitos nadadores preferem andar até atingirem a profundidade ideal para iniciar propriamente a atividade. Geralmente, esse momento é definido quando o nível de água atinge a região da cintura.   

Durante o percurso, mantenha a concentração e, acima de tudo, respeite seu limite. Estabeleça um número fixo de braçadas, e todas as vezes que atingi-lo dê uma breve pausa, visualizando o trajeto seguinte, qualquer desatenção já é suficiente para o afastar consideráveis metros do rumo principal.
Caso necessite descansar um pouco, opte por modalidades mais suaves, como peito e costas.  
 

Dicas e truques

Ficar logo atrás de outro nadador pode ser uma boa estratégia, uma vez que, do mesmo modo que ocorre no ciclismo, é possível pegar o vácuo do competidor à frente.
A prática é conhecida como “nadar na esteira”, sendo sinônimo de menos esforço. As bolhas provenientes das braçadas e pernadas ajudam na flutuação de quem está logo atrás, favorecendo o ganho de velocidade. Entretanto, a visibilidade pode ficar comprometida.
Fique atento também à movimentação do mar. Muitas vezes, é possível pegar um bom impulso nas ondas. Fique despreocupado, pois a ação é válida e ajuda grandemente no desempenho final.  
A última e mais crucial dica é: todo treinamento é essencial! Não pense em competições, recordes e disputas, mas sim na sua saúde física e mental e em todos os benefícios que a prática pode trazer a curto e longo prazo.  
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

© 2009-2020. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza