Economia

Nova franquia de asfalto para demanda represada

Com investimento inicial de R$ 20 mil

Publicado em 2018-10-09 13:00:01 Atualizado em 2018-10-09 13:00:01 (94 visualizações)

Uma franquia de investimento baixo, que atua numa área descoberta de prestadores de serviço e dispensa a necessidade de conhecimento técnico prévio. Esta é a proposta da Jereissati Pavimentos (www.jereissati.eng.br), empresa de pavimentação asfáltica. A partir de um aporte inicial de até R$ 20 mil, a perspectiva é ter um retorno dessa quantia em menos de quatro meses.

O retorno atrativo é resultado de dois fatores. Por um lado, a Jereissati aposta num modelo que permite ao franqueado começar a atuar com uma estrutura mínima. Após o treinamento, a execução dos trabalhos é feita inicialmente com equipamentos alugados e funcionários terceirizados. Por outro, há a demanda suprimida por empresas capazes de fazer trabalhos de pequeno porte, como pavimentação de pequenos pátios, estacionamentos, vias de condomínios e tapa-buracos em áreas privadas.

“Se você precisar fazer uma pequena obra com cimento, sempre tem um pedreiro conhecido, dá para se virar. Porém, quando surge a necessidade de usar asfalto em pequena escala, ninguém sabe a quem recorrer”, diz Carlos Alberto Jereissati, diretor da empresa. Apesar do foco em obras menores, há a possibilidade de assumir empreendimentos de maior escala. Por exemplo, durante uma feira de aviação executiva para a qual a Jereissati foi contratada para pavimentar a área de exposição, diversos empresários fizeram o primeiro contato para asfaltar pistas de pouso instaladas em fazendas ao redor do país.

“Nosso ticket médio é de R$ 50 mil. Mas num caso como esse, de uma pista de aeroporto particular, os valores podem chegar chegam a R$ 2 milhões”, explica Carlos Alberto. Segundo o diretor da Jereissati, o cálculo do faturamento mensal dos franqueados é difícil por conta dessa variação no preço das obras, mas ele afirma que a margem líquida sobre cada serviço pode chegar a 25%.

Parceria com a Único Asfalto

Com 35 anos de experiência na construção civil, durante os últimos quatro anos Carlos Alberto foi ele próprio dono de uma unidade da Único Asfaltos, franquia pioneira em produção de massa asfáltica. Nesse período, ele percebeu que muitos clientes queriam não só comprar o asfalto, mas também contratar alguém para fazer a pavimentação. Como outros franqueados não tinham essa expertise, acabavam perdendo negócios. Por isso, decidiu criar uma rede especializada na atividade.

A proximidade com a Único, porém, não arrefeceu. As duas empresas mantêm uma parceria que facilita o contato entre franqueados de ambos os lados para prestação de serviço. “Isso não significa, é claro, que haja qualquer obrigação de uma unidade da Jereissati utilizar asfalto de uma unidade da Único e vice-versa”, diz Carlos Alberto.
 
O arranjo tem uma vantagem extra. Como a Único desenvolveu uma tecnologia própria que permite que o asfalto seja aplicado a frio, tempos depois de sair da usina, a Jereissati é capaz de prestar serviços em regiões isoladas ou “rincões”, nas palavras do diretor da franquia, como aqueles onde estão pistas de pousos de grandes fazendas.

Num primeiro momento, a matriz é capaz de gerar negócios para franqueados de todo país. Fundada em junho de 2018, a empresa tem oito unidades franqueadas e a expectativa é terminar o ano com 40.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Economia

La Nuit inaugura no Shopping


Receita Federal paga quinto lote de restituições do IR


Apenas 31% dos brasileiros são consumidores conscientes


Veja 77 vagas de emprego


Apostador do Pará ganha R$ 27 milhões sozinho



© 2009-2018. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza