Cidades

Sumaré destaque na Revista Nova escola

Maior revista do segmento de Educação no País

Publicado em 2019-12-06 14:04:10 Atualizado em 2019-12-06 14:05:42 (294 visualizações)

Sumaré foi destaque na maior revista sobre educação do país: a Nova Escola, da Fundação Lemann. O veículo de comunicação publicou reportagem sobre a importância “da formação à prática: como melhorar as relações de convivência na escola”, ou seja, a necessidade do ‘diálogo e abertura à mudança são pontos essenciais para conseguir criar um ambiente acolhedor e seguro’. Na matéria da jornalista Paula Salas publicada no último dia 29, é exemplificada a análise do clima relacional da escola, que traz a experiência da EM Jardim Lucia, na região do Matão, onde foram identificados dois problemas: o relacionamento com as famílias e a participação dos professores. A matéria foca o sucesso na rede pública municipal sumareense do Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania, implantado ano passado pela Prefeitura de Sumaré, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação. Os trabalhos são desenvolvidos numa parceria e apoio técnico do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem) e a editora Adonis, e neste ano beneficiará mais de 20 mil alunos - da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental.
 
“Esse excelente trabalho desenvolvido nas unidades escolares tem rendido frutos e ganhado destaque, como essa importante publicação na Revista Nova Escola. Ficamos muito felizes, porque queremos garantir um ambiente de harmonia nas escolas, e com isso elevarmos os índices de aprendizagem dos nossos alunos”, explicou o prefeito Luiz Dalben.
 
Para a secretária Municipal de Educação, Mirela Cia, é gratificante ver o reconhecimento de um trabalho tão importante como esse. “Somos matéria na maior revista educacional do país, e graças a execução desse Projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania, implantado pela Prefeitura de Sumaré, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação. Este trabalho tem sido de grande relevância para a nossa comunidade estudantil, tanto ao corpo docente como discente”, garantiu a secretária municipal de Educação, Mirela Cia.
 
O projeto Leitura, Convivência Ética e Cidadania, sob a coordenação da profª. drª. Luciene Regina Paulino Tognetta, oferece estratégias de apoio e acompanhamento aos docentes nesse processo de ensino-aprendizagem, e alcançará em 2019 quase a totalidade dos professores da rede. Ao todo, são mais de 23 turmas de formação em todas as unidades. “As instituições de educação no Brasil têm sido desafiadas a incluir em sua estrutura curricular o planejamento de mudanças e a sistematização de ações que contemplem os problemas de convivência e a complexidade das relações entre as pessoas, inclusive é uma recomendação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, comentou a profª. drª. Luciene.
 
Além do corpo discente, a formação abrange também grupos de alunos. Eles fazem parte das Equipes de Ajuda ‘Somos contra o Bullying’ - jovens do ensino Fundamental que foram eleitos pelos seus colegas para atuar como referência na escola e ajudar na resolução dos problemas de convivência. Eles são preparados para auxiliar os colegas em problemas de pequenos conflitos, como provocações, brigas, situações de isolamento e, principalmente, casos de bullying.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Cidades

Pacientes da rede municipal de Saúde devem atualizar cadastro


Ecoponto em Santa Bárbara pega fogo


Nova Odessa plantou 1785 novas árvores em 2019


Projeto Guri de S.Bárbara abre inscrições neste mês


SM: Pref. ainda atende famílias atingidas por alagamentos



© 2009-2020. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza