74% das brasileiras não têm condições de pagar um teste para covid

O Brasil já passou 4 milhões de casos de infecções por coronavírus, porém, sua taxa de recuperados é maior do que a taxa mundial, segundo a Universidade de Johns Hopkins. Porém, mesmo com a alta taxa de recuperação, a população continua assustada com o número de casos, e também com a impossibilidade de realizar um teste para Covid. Pois, os testes são reservados para as pessoas que apresentam sintomas.

Portanto, as que sentem medo e gostariam de fazer somente para tirar a dúvida e prevenir que pessoas próximas peguem, ficam com a opção mais cara, que é a de pagar pelo teste. Tendo em vista o alto custo, o Trocando Fraldas em seu mais recente estudo, constatou que 74% das brasileiras não têm condições de pagar um teste para covid.

Ademais, 14% das entrevistadas consideram que o custo de R$50,00 seria justo e caberia em seus orçamentos. Já com um custo de até R$100,00 somente 7% teriam condições de fazer. E como reflexo desses altos custos, 82% das brasileiras ainda não realizaram um teste para Covid. Somente 3% fizeram o teste PCR e 12% o teste rápido de farmácia.

O estudo também constatou que pelo menos metade das participantes gostariam de fazê-lo para confirmar se têm ou já tiveram o vírus. O principal motivo que faz com que 74% das participantes queiram fazer o teste é a curiosidade de saber se já tiveram ou têm coronavírus. O segundo motivo é realmente pela suspeita de ter o vírus, com 14% das entrevistadas.

Os dados estaduais demonstram que, Amapá e Roraima são os estados com o maior número de pessoas que já realizaram um teste para coronavírus, com 43%. Já no Rio de Janeiro e em São Paulo, estados mais afetados pelo vírus, somente 17% e 16% realizaram o teste respectivamente. E o Espírito Santo e Rondônia são os estados com o menor percentual de testes feitos, com 12% e 10%.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE