7 dicas para comprar na Black Friday

Para que os comerciantes de lojas online tirem maior proveito da Black Friday, tradicional ação norte-americana incorporada no varejo brasileiro, a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), representada por Pedro Guasti, presidente do Conselho de Comércio Eletrônico, sugere sete dicas valiosas que podem incrementar as vendas na última sexta-feira do mês, respeitando o consumidor.

1. Investimento em infraestrutura tecnológicaDiferente do imaginado, o maior índice de reclamações dos consumidores na última edição do evento, no ano passado, não foi a “maquiagem” dos preços – prática que eleva o valor dos produtos e oferece descontos em que o preço cobrado aproximava-se do preço comumente realizado -, mas as falhas técnicas, as lentidões e os congestionamentos dos sites. Possuir infraestrutura e tecnologia que garantam a alta performance da loja virtual é uma premissa fundamental para que o cliente tenha uma experiência agradável e positiva durante a compra. Invista em um sistema robusto e planeje o uso da capacidade de sua rede.
2. ??tica e transparênciaCom base em denúncias de consumidores, nas últimas edições o Procon notificou uma série de empresas que “maquiavam” descontos. Desde o ano passado, um código de ética criado para a ocasião passou a orientar os lojistas. Práticas contrárias ao documento são condenadas pelo próprio mercado. Para oferecer descontos reais e expressivos, o ideal é planejar uma estratégia comercial com os fornecedores ou reduzir a margem de lucro de alguns produtos para estimular o consumidor a adquirir mais itens em uma mesma compra. ?? fundamental que haja respeito ao consumidor e que prejuízos sejam evitados tanto para quem compra quanto para a imagem de quem vende.
3. Renovação de estoqueO ideal é que o varejista aproveite a visibilidade do evento para renovar o seu estoque, separando alguns produtos para a promoção – por exemplo, aqueles que em breve serão substituídos por versões mais atuais. Medidas para garantir o estoque e a qualidade no atendimento, incluindo reforços durante a Black Friday, são essenciais.
4. Desconto expressivoProdutos com preços atrativos funcionam como chamarizes para novos consumidores. Atraídos, eles terão, então, a oportunidade de conhecer o restante da loja – incluindo produtos não promocionais -, e serem fidelizados. 
5. Campanhas de freteA modalidade de entrega gratuita é utilizada como um diferencial em razão da grande concorrência entre lojas. Contudo, o frete grátis para todos os produtos pode não ser a melhor opção e gerar prejuízo. Analise detalhadamente o seu estoque, os operadores logísticos e a margem de lucro e, então, defina uma campanha com opções vantajosas de frete.
6. EntregaIndependentemente do tamanho da empresa e da época, o varejista online deve cumprir com as entregas no prazo estabelecido. Manter a logística funcionando, realizar testes para garantir o preparo da loja e oferecer múltiplas opções de entrega são ações essenciais para o sucesso do e-commerce. Na Black Friday, é ideal alongar os prazos de entrega para que a loja virtual consiga dar conta da demanda sem causar prejuízos para o consumidor e para si mesmo.
7. EntregaIndependentemente do tamanho da empresa e da época, o varejista online deve cumprir com as entregas no prazo estabelecido. Manter a logística funcionando, realizar testes para garantir o preparo da loja e oferecer múltiplas opções de entrega são ações essenciais para o sucesso do e-commerce. Na Black Friday, é ideal alongar os prazos de entrega para que a loja virtual consiga dar conta da demanda sem causar prejuízos para o consumidor e para si mesmo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE