Edit

250 anos de Beethoven: “deveria ser chamado de doutor”

Doutor em neurociências e psicologia Fabiano de Abreu comemora os 250 anos do maior músico de todos os tempos, em seu conceito, que o denomina de gênio

Especialista em estudos da mente humana e de inteligência, Fabiano de Abreu que têm diversos artigos científicos aprovados, inclusive, é precursor nos estudos de que a internet deixa as pessoas menos inteligentes, garante, que Beethoven era um gênio para todas as épocas.

Há exatos 250 anos, nascia, na cidade de Bonn, na Alemanha, um dos maiores nomes da história da música: Ludwig van Beethoven. Ele não só revolucionou a música clássica, como também deixou um legado que até hoje influencia compositores dos mais diversos estilos musicais.pastedGraphic.png Para o cientista, o músico era um gênio de todas as épocas, podendo ser chamado de um “extraterrestre”.

“Beethoven era um gênio não da sua época, mas de todas as épocas, veja quanto tempo já se passou e poucos chegaram à sua altura, menos ainda os de depois de sua época definindo-o então como algo/alguém “extraterrestre”, podemos dizer.”

Não se sabe se houve ou não influência de Mozart já que Beethoven compôs sua primeira sinfonia com 30 anos de idade quando Mozart já estava terminando a sua obra orquestral. Mas suas sinfonias, são até hoje utilizadas em filmes e, no caso do cientista, em seus estudos:

“Para mim, Beethoven foi o maior de todos, mas gosto é pessoal, particularmente, estou atingindo o “ecstasy” em meus estudos com o fundo musical de sua sétima sinfonia, mas perco a concentração quando escuto Allegretto onde viajo de maneira surpreendente chegando a fechar os olhos.”

Na opinião do cientista, membro da Federação Européia de Neurociência, deveriam ser classificados os músicos em graus de competência.

“Há músicas e músicos, há músicas fáceis de tocar e cantar, outras de grande dificuldade. Conseguir criar algo inédito e tão espetacular como Beethoven, é um feito para os gênios e se muitos são chamados de músicos, então Beethoven, Mozart, entre outros, só podem ser chamados de doutores e lendas musicais. Até que seria bom considerar graduações para músicos, desde aprendiz, especialista à doutores.”

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE