Edit

Prefeitura acompanha retirada cabos das torres de energia

A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos (Sosu) da Prefeitura de Americana está acompanhando a remoção dos isoladores e cabos das torres de energia, que está sendo executada por empresa contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Em 5 de fevereiro deste ano, a Prefeitura obteve uma liminar favorável em ação que movia contra o Departamento, que tramitava na Primeira Vara Federal de Americana. A questão vinha sendo tratada junto ao Ministério Público Estadual há alguns anos.

De acordo com a Sosu, já foram retirados os cabos onde não há cruzamentos com redes da CPFL, na região Jardim dos Lírios e Parque das Nações. O trabalho prossegue, a partir de quinta-feira (21), na Rua Florindo Cibin, próximo ao Dom Bosco e na Avenida Campos Sales. Os serviços deverão ser concluídos até o dia 8 de novembro.

“Após muito tempo tentando contato com o DNIT para que retirassem o material, a Prefeitura entrou com uma ação judicial e o DNIT foi notificado neste ano a retirar as torres e os cabos. Os serviços começaram na semana passada e estão sendo executados por meio de uma empresa de engenharia contratada pelo DNIT”, explicou o secretário Adriano Alvarenga Camargo Neves.

Na ação, a Administração Municipal solicitou a tutela antecipada para a retirada das 49 torres de energia da rede ferroviária espalhadas pela cidade, que eram utilizadas pela antiga Fepasa (Ferrovia Paulista SA). As torres estão localizadas em local de grande circulação de pessoas, residências e comércios, oferecendo riscos de acidentes.

Na ocasião, o secretário de Negócios Jurídicos, Diego Guidolin, disse que “o Ministério Público levantou a bandeira por anos, e a concessão da tutela é benefício para toda a população de Americana, uma vez que um equipamento sem utilidade será retirado dos espaços públicos”, disse Guidolin.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE