Edit

Bolsonaro “sofre derrota” com rejeição do voto impresso na Câmara

A Câmara dos Deputados rejeitou, na noite desta terça-feira, a Proposta de Emenda à Constituição 135/19, que torna obrigatório o voto impresso, pauta defendida arduamente pelo presidente Jair Bolsonaro.

A votação foi iniciada após aprovação do requerimento que solicitou a quebra do intervalo de duas sessões após a publicação do parecer da comissão especial para incluir a PEC na Ordem do Dia, como prevê o Regimento Interno da Casa.

A proposta do voto impresso precisaria de 308 votos para ser aprovada, mas recebeu apenas 229.

A PEC também foi rejeitada em comissão especial na última sexta-feira (6), por 22 votos a 11, mas o presidente da Casa, deputado Arthur Lira (PP-AL), decidiu colocá-la em votação pelo plenário. Segundo o parlamentar, os pareceres de comissões especiais não são conclusivos e a disputa em torno do tema “já tem ido longe demais”.

Com informações AGÊNCIA BRASIL

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE