Condomínios devem reforçar segurança nas férias

Janeiro chegou e muitos Condôminos vão para o campo ou para a praia para curtir as merecidas férias. E muitos espertalhões agem neste momento em que os apartamentos e as residências nos Condomínios horizontais estão fechados.

Uma das orientações aos Condôminos que vão viajar é comunicar o Síndico ou um vizinho de confiança sobre a ausência, para facilitar acionar a polícia em caso de suspeita de invasões. Muitos Condomínios adotam a política da vizinhança solidária para evitar os furtos.

Também é sempre bom deixar as chaves com parentes confiáveis, para que alimentem os animais domésticos, aguem as plantas, abram as janelas para ventilar a casa e verifiquem possíveis arrombamentos.

O morador deve informar o nome e o documento do familiar que cuidará do imóvel na sua ausência. Esses dados devem ser passados para o Síndico, para orientar as equipes de segurança em caso de qualquer movimento suspeito.’

A equipe de segurança do Condomínio também deve ser avisada sobre possível entrega de encomendas na ausência do morador. É que quadrilhas especializadas em furtos podem usar essa tática para furar o bloqueio.

No caso do Síndico, pode providenciar a instalação de mais câmeras de segurança para cobrir os pontos cegos dos edifícios, com pouca circulação de pessoas, ou deixa-las ligadas o maior tempo possível para flagrar possíveis invasões.

Os recursos tecnológicos são essenciais hoje em dia para aumentar a segurança, mas nada substitui uma equipe bem treinada. Os colaboradores podem ser orientados sobre as mudanças de rotina, sobre os moradores em férias e sobre os protocolos de segurança.

Normalmente, a maioria dos Síndicos orientam sobre a restrições à presença de visitantes, sobre o reforço da vigilância nos locais mais vulneráveis às invasões, como garagens, portões de acesso para retirada do lixo, entre outros.

O Sindicond consultou o ex-policial militar e proprietário da Forte Segurança, Maycon Nery, para orientar os moradores de Condomínios nesta época de férias. Ele cuida da segurança de oito Condomínios e seis empresas.

“A entrada e saída dos Condomínios é o momento de maior vulnerabilidade tanto do morador quanto do próprio Condomínio, pois é o momento que ladrões mais agem para efetuar roubos”, informou Nery.

A pedido do Sindicond, Nery deu algumas dicas para blindar os Condomínios:

1 – O morador, ao sair com seu veículo, deve sempre estar atento ao movimento da rua e checar se pessoas estranhas estão próximas da saída do veículo

2- Ao chegar, o Condômino deve redobrar a atenção e verificar se não está sendo seguido por outro veículo ou pessoa.

3- Além disso, deve conferir se o porteiro está atento também na sua chegada, para evitar que pessoas desconhecidas do Condomínio entrem junto com o morador.

4 – Se possível, o morador deve baixar os vidros do carro para o porteiro visualizar se existe pessoas estranhas no interior do veículo.

5 – Nesse momento de pandemia, devido a Covid 19, o uso de máscara é essencial, mas o o morador deve baixar sua máscara ao entrar no Condomínio para que o porteiro não tenha dúvidas de que realmente é o morador do Condomínio.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE