Prefeitos ‘esquecem’ Bolsonaro e lançam campanha unificada contra a Covid

Para enfrentar o negacionismo tão em voga e, ao mesmo tempo, apoiar os municípios do Brasil no desenvolvimento de uma divulgação clara e didática sobre a Covid-19, reforçando as principais medidas sociais e de saúde pública recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) lançou, ontem, a campanha Cidades Contra COVID-19. Com o mote “Quando você se protege, sua família fica mais segura”, a iniciativa é uma parceria com a organização global de saúde Vital Strategies, que oferece gratuitamente peças publicitárias para subsidiar a comunicação com a sociedade no contexto da pandemia.

“Percebemos que o Brasil teve um problema de comunicação na área da covid. Havia as orientações corretas, mas algumas autoridades destoaram disso. Os prefeitos falavam uma coisa, o governador, e teve esse confronto, especificamente com a figura do presidente (Jair Bolsonaro). Isso causou uma desinformação para a população”, afirmou o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), que também é o presidente da FNP.

Nacional e direcionada a todos os municípios do Brasil, a campanha é a primeira iniciativa no Brasil que visa propor uma comunicação com os municípios para unificar a linguagem no combate à pandemia.

Na plataforma, que já está no ar, é possível fazer download de materiais de comunicação que tem o propósito de incentivar comportamentos para evitar a propagação da doença. O conteúdo aborda hábitos de higiene pessoal e cuidados que se deve ter em ambientes específicos, por exemplo. Além disso, o site é uma fonte de informações técnicas para apoiar prefeitos e secretários de todo o Brasil. Os materiais foram desenvolvidos com base em evidências científicas e estão alinhados com as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com o prefeito, a veiculação da campanha tem o aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apesar do período eleitoral. “Nesse caso específico, de peças voltadas à COVID, o próprio ministro Luís Barroso (presidente do TSE) disse que é possível sim os agentes fazerem a divulgação por se tratar de um conteúdo voltado à saúde pública”, explicou Jonas Donizette.

Na plataforma estão disponíveis diversos formatos de materiais que podem ser baixados para uso por todas as cidades na comunicação com seus cidadãos, como filmes para TV, spots de rádio, materiais de relações públicas, conteúdo de mídia social, layouts de OOH e anúncios de mídia programática. Estarão disponíveis, por exemplo, artes para posts que orientam sobre comportamentos importantes no transporte público, quais cuidados tomar caso precise viajar e medidas de segurança no ambiente de trabalho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE