Castels e Hobsbawn pensando esquerda e direita em reedições

 Castels e Hobsbawn pensando esquerda e direita em reedições

Neste mês de maio, a Editora Paz & Terra publica dois títulos que apresentam para o leitor construções sociais e históricas do século XX. Em o Fim de Milênio, o sociólogo Manuel Castells analisa as macrotransformações dos contextos políticos e sociais que determinam e atingem a vida humana. Já na obra de Eric J. Hobsbawm, com Estratégias para uma esquerda racional, o autor examina o governo de Margaret Thatcher, na Grã-Bretanha de 1980, e define a solução para derrotar uma gestão conservadora, marcada pelo enfraquecimento da classe trabalhadora.

Último volume da trilogia ‘A era da informação: Economia, Sociedade e Cultura’ chega às livrarias

Resultado de 12 anos de pesquisas chega às livrarias pela Editora Paz e Terra o Fim de Milênio, último volume da trilogia A era da informação: Economia, Sociedade e Cultura, do sociólogo espanhol Manuel Castells. A obra, considerada referência nos estudos sobre as transformações sociais da segunda metade do século XX, analisa o colapso da União Soviética, remetendo sua extinção à incapacidade demonstrada pelo estatismo industrial de conduzir a transição do país para a era da informação.

O FIM DE  MILÊNIO- (End of Millennium) Manuel Castells

SOBRE O AUTOR Manuel Castells nasceu em Hellín, Espanha, em 1942. É professor emérito na California University, em Berkeley, Estados Unidos, onde lecionou por 24 anos. Publicou mais de 20 livros, entre os quais a trilogia A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura (Paz & Terra). Atualmente é professor de Comunicação na University of Southern California, em Los Angeles, Estados Unidos.

ESTRATÉGIAS PARA UMA ESQUERDA RACIONAL
Eric J. Hobsbawam Tradução: Anna Maria Quirino 336 págs. | R$ 69,90
Paz & Terra |Grupo Editorial Record

O Thatcherismo de 1980 e a semelhança com os dias atuais

Como fazer para derrotar uma administração reacionária que pretende destruir todas as conquistas sociais da classe trabalhadora? Em Estratégias para uma esquerda racional (Ed. Paz & Terra), Eric J. Hobsbawm, que analisa a Grã-Bretanha de Margaret Thatcher na década de 1980, defende que há solução: o fim da esquerda sectária e emocional e a união de todos os rivais numa frente ampla.  Para o autor, as consecutivas vitórias do Thatcherismo, mesmo em uma gestão marcada por privatizações, enfraquecimento das forças sindicais e alto índice de desemprego, são resultados do sistema eleitoral e da fragmentação da oposição.

“Se houvesse necessidade de justificar a publicação de um livro com esses textos de cunho ocasional, o motivo residiria no fato de eles representarem um ponto de vista de consistência razoável a respeito de temas que exibem um contínuo interesse, dentro da política britânica e do debate internacional sobre as esquerdas. Esses temas são tão particulares, quanto nacionais, gerais ou globais.” – trecho de Estratégias para uma esquerda racional.

O livro, embora centrado no caso inglês, apresenta semelhanças e reflexões pertinentes no mundo atual.

SOBRE O AUTOR

Eric J. Hobsbawam nasceu em Alexandria, no Egito, em 1917, e faleceu em Londres, na Inglaterra, em 2012. Foi educado em Viena, Berlim, Londres e Cambridge. Lecionou, na maior parte da sua carreira, no Birbeck College, da London University. Entre seus livros, destacam-se os seguintes, publicados no Brasil pela Paz e Terra: A era do capital, A era dos impérios, Mundos do trabalho, Trabalhadores, Revolucionários, A invenção das tradições e Bandidos.

Relacionados

Leave a Reply