Geral

Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake

Parceria com Leroy Merlin

Publicado em 2018-06-12 13:58:11 Atualizado em 2018-06-12 13:58:11 (155 visualizações)

A maior varejista de material de construção do país se une a uma das instituições mais renomadas em artes plásticas para lançar um desafio a estudantes universitários: o 1º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin.  

“O que nos uniu foi a proposta inovadora de uma premiação que não restringe, pelo contrário, democratiza a participação de todos. A partir do tema ‘compartilhar’, estudantes podem projetar um futuro mais integrado”, conta Paulo José, diretor de comunicação da Leroy Merlin, lembrando que esse projeto incentivado é uma das muitas iniciativas que a marca tem para promover o desenvolvimento sustentável. 
A empresa acredita na construção de um mundo mais sustentável e privilegia fornecedores e produtos que seguem essa tendência. No dia a dia de qualquer uma de suas 42 lojas é possível encontrar mais de quatro mil itens que são classificados como produtos responsáveis, pois ajudam a economizar recursos naturais ou proporcionam uma melhor qualidade de vida. A definição de cada um dos selos pode ser encontrada no site www.leroymerlin.com.br/atitudes-sustentaveis.
 
COMPARTILHAR
O tema dessa primeira edição, COMPARTILHAR, é um desafio para fazer os estudantes projetarem soluções conectando os saberes de diversas áreas. “O tema permite interpretação e leitura que vem ganhando diferentes ênfases no que tange à necessidade de uso de nossos espaços, sejam eles urbanos ou de menor escala; ao aproveitamento e reutilização de nossos recursos, em sinergia direta com programas de sustentabilidade; ao uso cada vez mais frequente de plataformas e softwares online que permeiam nosso cotidiano, dentre tantos outros exemplos”, explica Priscyla Gomes, do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake.
 
Como funciona
A ideia é premiar propostas que destaquem a relação do design com outros campos, como arquitetura, biologia, engenharia, moda, tecnologia e ciências sociais. Por isso, desde que dentro do tema, podem ser inscritos projetos de universitários de qualquer área, não se restringindo somente a jovens designers.
Os autores dos três melhores projetos ganharão bolsas de estudo em cursos de design no exterior.
Priscyla dá o caminho para o sucesso ao contar que as propostas mais contundentes de design acontecem em diálogo com diferentes especialidades, instigando soluções inovadoras que podem responder a questões contemporâneas ligadas ao nosso cenário social, político, urbano, habitacional, além de novas demandas tecnológicas, novos equipamentos, publicações e mídias digitais.
Sobre inscrições e seleção de projetos
As inscrições estão abertas até 22 de julho exclusivamente pelo site www.institutotomieohtake.org.br. Podem se inscrever estudantes universitários regularmente matriculados em cursos técnicos ou de nível superior; graduados há no máximo dois anos a contar do ano corrente; e coletivos em que todos os membros respondam às condições elencadas acima. Só serão aceitos os cursos reconhecidos ou autorizados pelo MEC.
Os 20 projetos finalistas, que receberão R$ 5.000,00 para execução do protótipo, ganham exposição no Instituto Tomie Ohtake e integram um catálogo impresso sobre o Prêmio. 
O júri de seleção é composto por Alexandre Salles, Cláudio Bueno, Jackson Araújo, Hugo França, Tereza Bettinardi, Priscyla Gomes e Zoy Anastassakis.
Serviço
1º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin
Inscrições abertas até 22 de julho
Edital e inscrição no site www.institutotomieohtake.org.br.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE


Geral

Alckmin vê PT no 2oT e diz que só ele bate Haddad


Propaganda enganosa morre após ação da Gama


Detran alerta sobre limite de passageiros em veículos


Amoedo acusa 'turma do Bolsonaro' de espalhar fakenews


Campinas ganha seu primeiro makerspace



© 2009-2018. Portal Novo Momento de Notícias. website: pratza